Matéria Principal Na Rede

WhatsApp para iPhone deve ganhar bloqueio por Face ID e Touch ID

Foto: Shutterstock

O WhatsApp pode implementar bloqueio do app por meio de Touch ID e Face ID em celulares iPhone (iOS), segundo o portal especializado no mensageiro WABetaInfo. Em publicação nesta terça-feira (23), o site apontou o desenvolvimento complexo do software como um obstáculo para que as ferramentas ainda não estejam disponíveis para o público.

Também são esperadas novidades sobre o modo noturno da plataforma, para uso mais confortável durante a noite, além da adição de outras opções de respostas para status e melhorias na interface. Não há informações sobre a chegada das funções para Android.

O suposto bloqueio do app pelo reconhecimento da face ou da digital deve ser apresentado nas configurações da plataforma. Quando ativado, o recurso deve exigir a autenticação a cada acesso feito ao WhatsApp. Nos casos de falha como, por exemplo, pelo grande número de tentativas erradas, o sistema vai exibir um teclado virtual para que seja inserida a senha do telefone. Essa medida significa mais um investimento de proteção do mensageiro para o usuário. A ideia é impedir o uso do aparelho por pessoas desautorizadas.

O suporte para o Touch ID deve ficar disponível para qualquer modelo de celular da Maçã com sensor de impressão digital, ou seja, a partir do iPhone 5S. Já o reconhecimento do rosto ou Face ID vai atender aos smartphones mais recentes da empresa, como o iPhone X, além do trio lançado em setembro. Um detalhe importante é o fato de que nenhuma informação sobre a digital do usuário ou senha é enviada para o WhatsApp e isso se deve pelas APIs do iOS, administradas pelo próprio sistema da Apple. Outro ponto a ser aperfeiçoado, segundo o WABetaInfo, é o tempo de resposta da autenticação pelo mensageiro, que foi considerado lento.

O site informa ainda que a versão Business compatível com o iOS deve chegar em breve, já compatível com as duas formas de autenticação. A plataforma empresarial está disponível para Android desde janeiro deste ano. Apesar disso, o portal afirma que a rede social costuma aplicar, de modo geral, seus investimentos primeiro nos aparelhos da Apple para, só depois, disponibilizar ao concorrente.

Vale lembrar que, na última segunda-feira (22), o mensageiro lançou atualização para a nova linha de smartphones da Apple, lançados em 2018: iPhone XS, XS Max e XR. Agora, é possível ouvir uma sequência de áudios sem interrupções, o que dispensa o acionamento manual pelo usuário — assim como o rival Telegram. Um novo menu de contexto para as mensagens do bate-papo exibe as opções de uma maneira mais dinâmica, na vertical, com a promessa de oferecer agilidade para responder, encaminhar, apagar ou até mesmo, “favoritar” um conteúdo.

Fonte: Tech Tudo, com informações de WABetaInfo

Sobre o autor

Roberta Marassi

Roberta Marassi é jornalista, pós-graduada em telejornalismo, editora da revista GeraçãoJC, membro da AD.

Add Comentário

Clique aqui para postar comentários