“Viver como cristão no Iraque será sempre um desafio” – Revista GeraçãoJC
É Notícia Matéria Principal

“Viver como cristão no Iraque será sempre um desafio”

Foto representativa por razões de segurança

Adrian, de 20 anos, é um dos 25 mil cristãos que voltaram para Qaraqosh, no Iraque, ano passado. Ele trabalha em uma ótica lá. Conversamos com ele na praça da igreja Tahira, uma das maiores do Oriente Médio. A área externa da igreja foi usada pelo Estado Islâmico (EI) para treinamento de tiro de novos terroristas. Os pilares de mármore da igreja estão cheios de balas e ainda permanecem como testemunhas silenciosas do ódio do Estado Islâmico ao cristianismo.

O EI esteve sob o foco da mídia internacional nos últimos anos. Mas Adrian aponta que os cristãos do Iraque já estavam sob pressão muito antes da invasão do EI, e que ainda se sentem ameaçados hoje. “Sofrimento é algo com que os cristãos iraquianos podem se identificar muito facilmente”, afirma o jovem cristão perseguido.

Ele aponta, por exemplo, que durante a guerra entre Irã e Iraque nos anos 80, muitas pessoas de Qaraqosh foram capturadas e mortas. Há um museu no centro da cidade, onde todos os soldados mortos e desaparecidos são lembrados. Há vários parentes de Adrian entre eles. “Ainda sentimos o efeito disso na nossa comunidade”, diz. O jovem afirma também que desde 2003 (com a invasão do Iraque pelos Estados Unidos, que marcou o início da guerra do Iraque, e levou ao julgamento e posterior condenação do ditador Saddam Hussein) até hoje cristãos são sequestrados, feridos e mortos.

Diante de todo esse contexto histórico, a mensagem que esse jovem cristão perseguido tem em seu coração e sobre a qual nos leva a refletir é: “Percebam que viver como cristão no Iraque será sempre um desafio. Meus avós, meus pais, e eu ainda estamos aqui. Você pode se unir a nós em oração? Porque nós queremos permanecer aqui”.

Fonte: Portas Abertas

Sobre o autor

Roberta Marassi

Roberta Marassi é jornalista, pós-graduada em telejornalismo, editora da revista GeraçãoJC, membro da AD.

Add Comentário

Clique aqui para postar comentários