Países que caíram de posição na Lista Mundial da Perseguição 2018 – Revista GeraçãoJC
É Notícia Matéria Principal

Países que caíram de posição na Lista Mundial da Perseguição 2018

Muitos fatores influenciam a pontuação de um país na Lista Mundial da Perseguição. Nem sempre o motivo de um país ter caído na colocação da lista de um ano para o outro signifique que a perseguição aos cristãos diminuiu, apesar de que isso pode acontecer.

Em 2017, a Síria estava na 6ª posição na Lista Mundial da Perseguição. Em 2018, sua pontuação caiu de 86 para 76, e agora ela ocupa o 15º lugar. Porém, a diminuição de 10 pontos foi causada principalmente devido a menos relatos de violência no país, já que registrar incidentes é difícil no contexto da Síria.

No Quênia, que neste ano está na 32ª posição na Lista Mundial da Perseguição, deixando o 18º lugar de 2017, perdeu 6 pontos em relação ao ano passado. Isso graças ao refinamento no método de pesquisa. Além disso, o ano eleitoral, que acontecia no país durante as pesquisas para a lista de 2018, fez as pessoas formarem alianças de acordo, neutralizando a tensão religiosa.

Finalmente, Bangladesh caiu da 26ª posição para a 41ª. A queda na Lista Mundial da Perseguição, neste caso, deve-se em parte a um nível mais baixo de violência no país e em parte causado pelo governo que luta contra o extremismo islâmico, dando algum alívio aos cristãos.

Pedidos de Oração

  • Louve a Deus pelos países onde a perseguição realmente diminuiu e os cristãos puderam desfrutar de um momento de maior paz e descanso.
  • Ore por todos os países da Lista Mundial da Perseguição 2018 e pelos cristãos que enfrentam opressão por causa da fé em Jesus todos os dias.
  • Clame a Deus pelos seus servos e trabalhadores que ofereceram a vida para servi-lo apesar das dificuldades, principalmente em países onde esse serviço pode custar a vida.

Fonte: Portas Abertas

Sobre o autor

Roberta Marassi

Roberta Marassi é jornalista, pós-graduada em telejornalismo, editora da revista GeraçãoJC, membro da AD.

Add Comentário

Clique aqui para postar comentários