Mercado de Trabalho

INTELIGÊNCIA X SABEDORIA

Ser inteligente ou letrado, na maior parte das vezes, não é o suficiente para alcançar sucesso profissional – nem na vida, de um modo geral. É preciso antes alcançar sabedoria, que está muito relacionada à experiência humana. Não é raro vermos pessoas inteligentes e infelizes, e isso se dá por diversos motivos.

Mas quero aqui apontar um em especial: a pessoa não consegue desenvolver seu lado emocional. O que lhes sobra em QI lhes falta em humildade, bom-senso e tato. A partir do momento em que se verificou que “ser inteligente” não era uma garantia de sucesso, passou-se a questionar o conceito de inteligência. Ter conteúdo acadêmico não era o bastante. Aliás, você já deve ter conhecido algum professor que era muito inteligente, sabia muito sobre o assunto, mas não tinha a sabedoria necessária para transmitir a matéria para a turma de forma que todos entendessem bem. Ou talvez conheça alguém que seja muito inteligente, mas é tão arrogante que ninguém gosta de ficar perto ou trabalhar com essa pessoa.

Inteligência é uma habilidade inerente ao ser humano que pode ser exercitada e desenvolvida. E, ao contrário do que se imaginava, não há apenas uma forma de inteligência – a de saber ler e se comunicar com eficiência, relacionar assuntos, dar sentido a conteúdos. Há também outras acepções: a inteligência emocional, corporal, visual, musical etc. O equilíbrio entre as diferentes inteligências e o respeito a cada uma delas é o que torna uma pessoa mais sábia e apta a conquistar seu objetivo, seja ele a aprovação numa prova, o sucesso profissional,o bem-estar familiar etc. No mundo acadêmico, muitos professores têm na ponta da língua a seguinte frase: “a única pergunta ‘burra’ é aquela que não é feita”. E essa é uma verdade que demonstra que, mais importante do que se preocupar com sua inteligência verbal, é preciso se importar em construir e desenvolver o conjunto de suas inteligências, e adquirir cada vez mais sabedoria/experiência. Essa, sim, indispensável ao sucesso.

E por falar em sabedoria, o livro de Provérbios (e a Bíblia como um todo) está cheio de dicas indispensáveis para quem quer sucesso na vida, seja em que área for. Provérbios tem 31 capítulos – dá para ler um por dia. Uma dessas dicas, por exemplo, diz que “o que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria, será salvo”. (Provérbios 28.26) Jeremias 17.9 diz que “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas”. Em Eclesiastes 7.12 lemos: “Porque a sabedoria serve de defesa, como de defesa serve o dinheiro; mas a excelência do conhecimento é que a sabedoria dá vida ao seu possuidor”. O que isto pode nos ensinar? Que se você tomar decisões conforme o desejo do seu coração sem usar a sabedoria, provavelmente vai se dar mal. E que não adianta nada viver correndo atrás de ganhar muito dinheiro, se você não souber usufruí- -lo de forma sábia. Inteligência e sabedoria precisam andar lado a lado.

A sabedoria humana é adquirida com serenidade, observação atenta, colocando-se no lugar do outro antes de tomar decisões etc. A sabedoria divina é adquirida pela leitura da Bíblia Sagrada, fé e oração. Se você agir com inteligência, pode conquistar muitas coisas boas na vida. Porém, se tiver sabedoria, não vai perdê-las à toa.

Fonte: Revista Geração JC

Publicações Mês