Crítica

Chega nos EUA a PureFlix, a versão evangélica da Netflix

Por.: Silas Daniel

Nos Estados Unidos, as empresas cristãs estão seguindo os passos da Netflix e da Hulu, oferecendo via internet serviços de transmissão exclusiva de filmes e séries para as pessoas, mas com um conteúdo com base na fé cristã e para toda a família assistir.

No topo da lista de opções baseada na fé, está a PureFlix, a empresa que está por trás do filme “God’sNotDead” (“Deus não está morto”), que rendeu mais de 60 milhões de dólares nos Estados Unidos. Os serviços de transmissão de vídeos da empresa PureFlix.com, assim como no caso da Netflix e da Hulu, oferecem o primeiro mês grátis aos espectadores e a opção de escolher entre milhares de títulos sem pagar uma taxa.

Alguns dos filmes que são destaque na PureFlix, que infelizmente ainda não tem a sua versão para o Brasil, são:

“Woodlawn” – Conta a história de como Cristo transformou uma comunidade no Alabama que sofria com conflitos raciais.
“Além da Máscara” – Conta a história do mercenário britânico Will Reynolds, que está fugindo para as colônias americanas. À medida que sua vida passada é deixada para trás, Will deve ajudar seus novos amigos a desvendar um enredo de proporções históricas para salvar seu novo lar e deixar suas falhas atrás dele.
“Você acredita?” –Quando um pastor local tem a sua fé abalada pelo por um antigo pregador, ele lembra que a verdadeira crença sempre exige ação. Sua resposta acende uma jornada alimentada por fé que impacta poderosamente a todos a quem toca de maneiras que só Deus poderia orquestrar.
“Deus não está morto 2” – Quando uma devotada professora cristã e secundária, Grace Wesley (Melissa Joan Hart), faz uma pergunta em aula sobre fé, sua resposta leva-a a uma batalha. A sequência do filme premiado “Deus não está Morto”tem como grande mote a frase“Preferiria estar com Deus e ser julgado pelo mundo do que ficar com o mundo e ser julgado por Deus”.
“ Eu não tenho vergonha” – Baseado na história verdadeira dos inspiradores e poderosos diários de Rachel Joy Scott –a primeira aluna mortano atentado à Columbine High School. Este filme imperdível é um lembrete de que quando colocamos nossas vidas nas mãos de Deus, podemos fazer diferença no mundo.
“Amor Incrível” – Quando o conflito entra em erupção durante uma viagem de acampamento de um grupo de jovens, um pastor compartilha a história do profeta do Velho Testamento Oséias para acalmar as águas. Um lindo conto com flashbacks da história de Oseias, “Amor Incrível” é, na verdade, uma versão moderna de uma história da Bíblia.
“O futuro marido da minha mãe” – Headly, de 15 anos, e sua mãe, Rene, têm mais do que apenas uma relação mãe/filha. Após cinco anos da morte do pai de Headly, a mãe e a filha se tornaram melhores amigas. Quando Headly experimenta sua primeira paixão, ela decide que sua mãe também precisa de algum romance em sua vida. Então, Headly e seu amigo Willis elaboram um esquema para ajudar Rene a encontrar o amor novamente. Depois de algumas desvantagens, eles apresentam Rene a Andrew, um único pai com um filho de quatro anos. Através de tudo isso,

Headly e Rene aprendem que devem primeiro lidar com a dor do passado antes que elas possam abrir seus corações às possibilidades do futuro. Em última análise, tanto a mãe como a filha encontram novos começos e um novo amor curativo.

“Fé de nossos pais” – Com a Guerra do Vietnã fervendo, dois jovens pais relatam suas vidas – um é um homem de grande fé e o outro, um cínico duvidoso. Um quarto de século depois, seus filhos, Wayne e João Paulo, se encontram como estranhos. Guiados por cartas manuscritas do campo de batalha dos pais, eles embarcam em uma jornada inesquecível para o Memorial dos Veteranos do Vietnã.

Revista GeraçãoJC, edição 119.

Sobre o autor

Silas Daniel

Silas Daniel é pastor, jornalista, chefe de Jornalismo da CPAD e escritor. Autor dos livros “Reflexão sobre a alma e o tempo”, “Habacuque – a vitória da fé em meio ao caos”, “História da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil”, “Como vencer a frustração espiritual” e “A Sedução das Novas Teologias”, todos títulos da CPAD, tendo este último conquistado o Prêmio Areté da Associação de Editores Cristãos (Asec) como Melhor Obra de Apologética Cristã no Brasil em 2008.

Add Comentário

Clique aqui para postar comentários

Publicações Mês